Lei da Diluição de Ostwald

De acordo com a lei de Ostwald, numa dada temperatura, à medida que a concentração (em mol/L) de um dado eletrólito diminui, o seu grau de ionização ou dissociação aumenta, isto é, eles são inversamente proporcionais.

Para entender como Ostwald chegou a essa conclusão, elaboraremos a mesma tabela do capítulo de Equilíbrio Químico. Se não te recordas dela, confere lá! Entretanto, agora vamos adaptá-la para o equilíbrio de ionização:

Supondo que temos um ácido ou uma base qualquer, podemos calcular sua constante de ionização com o auxílio dessa tabela.

Quando α é um número pequeno (menor que 0,05), podemos dizer que (1-α) é aproximadamente igual a 1. Surge, assim, a expressão da lei de diluição de Ostwald :

Ela nos ajuda também a prever o comportamento de ácidos e bases quando diluídos. Se rearranjarmos a expressão obtida anteriormente para analisar o comportamento quando V → ∞, temos:

Assim, o grau de ionização de um eletrólito tende a 100 % a medida que ele sofre sucessivas diluições.

Na lista de exercícios de equilíbrio iônico (módulo EION) tem um exemplo de aplicação dessa tabela. #ficaadica

Para saber mais, veja também: