Pronomes Relativos

Para começar o estudo sobre os pronomes relativos, vamos observar a frase a seguir:

Conheça a escola. A escola prepara para o vestibular.

Com essa estrutura, compreendemos a mensagem da oração, mas se a transformarmos em apenas uma frase através do uso de um pronome relativo, certamente teremos uma frase mais clara:

Conheça a escola que prepara para o vestibular.

Bem melhor, não? Se os pronomes relativos não existissem, a língua portuguesa certamente seria bem mais cansativa. É sério! Os pronomes relativos retomam algum termo que já foi citado anteriormente, para que ele não precise ser repetido, deixando a língua bem mais fluída e elegante. O pronome relativo mais comum é o “que”, mas também existem os pronomes relativos que, qual, o qual, a qual, quem, cujo, quanto e onde.

Para saber mais, veja também: