Petróleo

► Origina-se da decomposição, ao longo de milhões de anos, de restos de microrganismos vegetais e animais depositados no fundo de oceanos. Com o passar do tempo, a matéria orgânica, já decomposta e coberta por sucessivas camadas de sedimentos, sofre transformações químicas e bioquímicas dando origem ao petróleo.

Composição: carbono – 69,4%; oxigênio – 19,9%; hidrogênio – 9,8%;
enxofre 0,5%; nitrogênio – 0,4% (não se considera a água e as cinzas).

A partir do século XX, tornou-se a principal fonte de energia e matéria-prima industrial. Sua exploração e comercialização são fruto de intensas disputas internacionais.

► De acordo com estimativas de 2013, a tendência é que as reservas de petróleo conhecidas se esgotam em um período de 56 anos.

Principais utilizações do petróleo: fabricação de gasolina, diesel, asfalto, lubrificantes, querosene, nafta, gás, polietileno e policarbonato, silicone, náilon, látex, CDs e DVDs, tintas, analgésicos, colchões, poliéster, sabão em pó, parafina, etc.

OPEP (Organização dos Países Exportadores de Petróleo): responsável por 2/3 das reservas conhecidas e por mais da metade das exportações mundiais de petróleo, esta organização surgiu em 1960, tendo como membros Irã, Iraque, Arábia Saudita, Kuwait, Venezuela, Emirados Árabes Unidos, Catar, Equador, Nigéria, Líbia, Argélia e Angola.

Para saber mais, veja também: