Peso Aparente e Flutuação

O peso aparente é o peso que um objeto parece ter quando inserido em um fluido. Ele pode ser calculado subtraindo o empuxo do peso real do objeto:

Se um objeto de 50 kg (500 N de peso) for imerso em água e deslocar 30 kg (300 N de peso) de água, sofrerá exatamente um empuxo de 300 N e seu peso aparente será de 200 N.

Como as Coisas Flutuam?

Agora que conhecemos o conceito de empuxo, podemos finalmente entender como alguns objetos flutuam. Como sabemos, o empuxo depende do volume de fluido que o corpo desloca, certo? Sendo assim, para que um corpo flutue, precisa deslocar um peso de fluido maior que seu próprio peso. Se ele conseguir isso, a intensidade do empuxo será maior que o peso do próprio objeto e, consequentemente, ele será empurrado para cima!

Agora, vamos pensar de outra maneira: se o corpo deslocar um peso de fluido maior que seu próprio peso, isso quer dizer que ele é menos denso que este fluido, certo? Chegamos a uma conclusão que nos permite facilmente descobrir se um objeto vai boiar ou não! Se ele for mais denso que o fluido em que está inserido, irá afundar; caso seja menos denso, irá flutuar! Se as coisas afundam e vão parar no fundo do mar, ou da piscina, por exemplo, além do peso e do empuxo atuando no corpo, teremos também a força normal.

Muito importante! Todos esses princípios sobre empuxo que acabamos de estudar também valem para os gases. Como o ar atmosférico também é um gás, podemos deduzir que todos nós sofremos um empuxo causado pela atmosfera. Guarde esta informação, vamos utilizá-la em seguida, ao falarmos sobre o balonismo.

Para saber mais, veja também: