Movimento Retilíneo Uniforme

Acontece em linha reta, por isso, não há aceleração centrípeta – aquela aceleração exclusiva de movimentos que fazem curvas, lembra? Além disso, a velocidade é constante nesse movimento, ou seja, também não há aceleração tangencial!

Vamos parar pra pensar: supondo um carro em MRU com velocidade de 60 km/h. Como a velocidade é constante nesse movimento, depois de uma hora, ele terá percorrido 60 km. Seguindo o mesmo movimento, ele terá percorrido novamente 60 km depois de mais uma hora. Desse exemplo, deduzimos uma propriedade muito importante do MRU: distâncias iguais são percorridas em tempos iguais.

Equações do MRU

Para um corpo se movendo com velocidade constante, a velocidade dele em qualquer instante (a velocidade instantânea) será a mesma que a velocidade média, uma vez que um corpo que está se movendo sempre a 80 km/h vai se deslocar, em média, 80 km a cada hora.

A distância que esse corpo percorre é dada por:

De novo esse triângulo! O significado dele é variação, lembra? Você também precisa saber que ele é chamado de “delta”. Essa equação está nos dizendo que o deslocamento nesse tipo de movimento é dado pela multiplicação da velocidade com o tempo em que o corpo ficou em movimento.

Lembra daquele exemplo do ônibus que vimos lá na velocidade média? Pois, então, essa mesma fórmula apresentada aqui foi utilizada lá! A diferença foi que lá nós queríamos calcular a velocidade do ônibus e, por isso, isolamos a velocidade na equação.

Descobrimos a velocidade média do ônibus dividindo a distância que ele percorreu (20 km) pelo tempo que levou esse deslocamento (0,5 h), resultando em 40 km/h:

Agora é sua vez! Aproveite esse exercício para testar seu conhecimento!

Para saber mais, veja também: