Monarquia

A monarquia romana era dividida em:

► Rei;
► Senado;
► Assembleia Curial.

O rei tinha funções militares e religiosas e também julgava crimes e questões importantes daquela sociedade, era o “manda-chuva”. De modo geral, o rei era um dos membros dos etruscos, povos que povoaram aquela região, conforme vimos anteriormente. O senado era um conselho formado por cidadãos romanos mais velhos (por isso a palavra senado, que vem de senex = ancião). A Assembleia Curial era uma formação de diferentes soldados que eram agrupados em cúrias (que nada mais eram do que grupos de clãs).

a sociedade romana era composta por patrícios (pessoas com muito dinheiro, os bem-nascidos, considerados cidadãos), clientes (homens livres que prestavam serviço aos patrícios em troca de proteção), os plebeus (homens e mulheres livres voltados ao comércio e aos trabalhos no campo) e os escravos (cooptados inicialmente para pagamento de dívidas e, depois, como prisioneiros de guerra).

De acordo com o que se tem escrito na História, após quase duzentos anos de monarquia, a elite econômica romana, os patrícios, teriam se rebelado contra o rei, já que suas medidas acabaram levando o sistema a diminuir a economia dessa elite. O rei caiu por essas dificuldades políticas e financeiras e, em seu lugar, teve início a primeira experiência republicana no mundo.