Ligação Covalente

A ligação covalente ocorre entre átomos de elementos químicos que possuem a tendência de ganhar elétrons, ou seja, todos precisam receber elétrons para completar o octeto (lembra da regra do octeto?), para atingir a estabilidade.

Mas, como pode ocorrer uma ligação química em que todos os átomos envolvidos precisam de elétrons?

Já que todos necessitam de elétrons, há o compartilhamento de elétrons para que seja possível completar a camada de valência de ambos os átomos participantes da ligação. Entende-se por compartilhamento o fato de que os elétrons são emprestados e utilizados por ambos os átomos. Esta é a base da ligação covalente.

Basicamente, os elementos químicos que formam ligações covalente são:

AMETAL + AMETAL

AMETAL + HIDROGÊNIO

HIDROGÊNIO + HIDROGÊNIO

Uma ligação covalente possui dois elétrons, um de cada átomo participante da ligação; porém, este par eletrônico pertence a ambos os átomos ligados. Essas ligações formam moléculas, estruturas eletricamente neutras. Representando a ligação covalente, temos:

Diferentes representações para a molécula de água.

Se Liga!

ESTRUTURA ELETRÔNICA ou ESTRUTURA DE LEWIS: Representação em que se deixa explícito os elétrons envolvidos nas ligações e os elétrons não ligantes.

ESTRUTURA PLANA: Representação em que as ligações são simbolizadas por um traço horizontal, em caso de ser ligação simples, dois traços para ligação dupla e três traços horizontais para ligação tripla.

ESTRUTURA MOLECULAR: Representação em que somente é descrita a molécula formada.

Quando somente um par de elétrons é compartilhado, estamos diante de uma ligação covalente e ela é chamada de ligação simples. No caso de dois pares compartilhados, ou seja, 4 elétrons, temos duas ligações e, então, é chamada de ligação dupla; a ligação com três pares de elétrons compartilhados é denominada tripla.

a) Ligação simples b) Ligações duplas e c) Ligação tripla.

Então, vocês perguntarão: “qual influência nos materiais, de modo geral, as ligações covalentes têm?”

Os materiais moleculares, unidos por ligações covalentes, podem se apresentar nos estados sólido, líquido e gasoso, dependendo das ligações pelas quais são formados, simples, duplas ou triplas e também de quais forças intermoleculares agem na substância (estudaremos isso na apostila seguinte).

No estado sólido não conduzem eletricidade nem calor, no estado líquido ou gasoso é necessário fazer uma análise para verificar se as moléculas são polares ou apolares para, então, prever seu comportamento (este tópico também será comentado mais adiante).

Se Liga!

Ligação covalente pode aparecer em livros como ligação MOLECULAR. Isto acontece porque o conjunto de átomos ligados por ligações covalentes dá origem às moléculas.

Ligação Dativa ou Coordenada

Anteriormente, comentamos sobre a ligação covalente e algumas características como compartilhamento de elétrons formando um par eletrônico, em que um elétron de cada átomo irá participar da ligação e este par de elétrons será pertencente aos dois átomos ligados. A ligação dativa também se dá pelo compartilhamento de elétrons entre dois átomos, de um ou mais pares, porém a diferença é que estes átomos estão unidos por um par eletrônico proveniente de apenas um dos átomos da ligação.

Detalhe importante! Esta ligação somente acontece quando um dos átomos participantes, aquele que irá compartilhar seus elétrons, já está com o octeto completo.

Representando a ligação dativa, ela aparece na estrutura plana como uma seta, como pode ser visto abaixo:

a) Estrutura eletrônica b) Estrutura plana e c) Estrutura molecular.

Para saber mais, veja também: