Introdução à Citologia

Pessoal, as células são muito pequenas e, por muito tempo, as pessoas não sabiam nem da sua existência. Isso começou a mudar com o desenvolvimento de instrumentos especiais que permitem a observação de estruturas microscópicas, como as próprias células. Chamamos esses instrumentos de microscópios. Uma das primeiras pessoas a utilizar esses equipamentos para observar material biológico foi Robert Hooke que, em 1665, publicou um trabalho mostrando desenhos realizados a partir dessas observações. Quando Hooke observou células vegetais de cortiça, percebeu uma estrutura geométrica muito parecida com favos de mel. Ele chamou cada uma dessas estruturas de célula, que significa basicamente “compartimento pequeno”. Ao longo do tempo, diversas pessoas contribuíram para o conhecimento relacionado com as células. Por exemplo, Robert Brown, em 1833, descobriu o núcleo celular em células eucarióticas. A estrutura básica de uma célula é formada por membrana, citoplasma e núcleo. Mas será que todos os organismos possuem células? Qual a importância delas para a vida? Vamos falar de Teoria Celular!

Modelo do mosaico fluido para a estrutura da membrana plasmática.

A Teoria Celular

Formulada em 1838 por Matthias Schleiden e Theodor Schann, a teoria celular defende que todos os seres vivos são formados por células. Os vírus são as únicas exceções a essa teoria, pois claramente não são formados por células, apesar de dependerem de uma célula viva para sua reprodução. Por esse motivo, os estudiosos ainda discutem se eles são vivos ou não. Por serem acelulares, os vírus também não se incluem em nenhum dos três domínios de classificação dos seres vivos.