Eça de Queirós

Eça de Queirós (1845-1900)

Um dos escritores mais famosos do período realista da Literatura Portuguesa e que influenciou diversos escritores da nossa literatura, especialmente Machado de Assis.

Uma de suas principais obras foi O Crime do Padre Amaro, romance que se destacou, em 1875, por ser considerado fundador do Realismo em Portugal, assim como Memórias Póstumas de Brás Cubas foi a obra fundadora do Realismo no Brasil.

Esse romance de Eça de Queirós causou muita polêmica na época e lhe valeu uma condenação por parte da Igreja Católica. Em O Crime do Padre Amaro há uma crítica violenta à vida social portuguesa e uma forte denúncia à corrupção da Igreja. É isso que torna a obra tão interessante e nos faz ver como, muitas vezes, a arte pode mexer em perigosos vespeiros, por assim dizer. E Eça de Queirós mexe nesse vespeiro criando a figura de um Padre que não consegue resistir aos desejos sexuais e respeitar o celibato imposto pela instituição católica. Além disso, a crítica aos valores burgueses, característica também marcante em Machado de Assis, destaca-se nesse romance.

Obras principais:

► O Crime do Padre Amaro (1875)

► O Primo Basílio (1878)

► Os Maias (1888)

► As Cidades e as Serras (1901)

Para saber mais, veja também: