Comparando a Mitose e a Meiose

Já falamos muito sobre algumas diferenças muito importantes entre a mitose a meiose: uma origina duas células com a mesma quantidade de material genético entre si e iguais ao da célula-mãe e ocorre em células somáticas (mitose), e a outra origina 4 células diferentes entre si, com a metade do material genético da célula-mãe, e ocorre em células germinativas (meiose). Porém, existem outras diferenças interessantes de salientar também e de lembrar.

Na mitose não há a redução do número de cromossomos nem ocorre o crossing-over (permuta gênica) entre os cromossomos homólogos. Também não há formação de quiasmas entre os homólogos. Nessa divisão ocorre apenas uma divisão nuclear e citoplasmática por ciclo. É importante na reprodução assexuada de organismos unicelulares e na regeneração das células somáticas dos multicelulares. Uma célula produzida por mitose, em geral, pode sofrer nova mitose.

Já na meiose, há a redução do número de cromossomos e ocorre o crossing-over entre os cromossomos homólogos. E também há a formação de quiasmas entre os homólogos. Duas divisões nucleares e duas divisões citoplasmáticas ocorrem por ciclo nessa divisão. É um processo demorado (e que pode, em certos casos, levar anos para se completar). Ocorre em células germinativas, em células-mães de esporos e no zigoto de muitas algas e fungos. Produtos meióticos não podem sofrer outra divisão meiótica, embora possam ser submetidos à divisão mitótica.

Esquema simplificado do processo de divisão celular. Durante a interfase, ocorre a duplicação dos cromossomos homólogos. Na mitose, as cromátides irmãs são separadas, gerando duas células com a mesma quantidade de material genético que a célula inicial. Durante a meiose I ocorre a separação dos cromossomos homólogos e, na meiose II, há a separação das cromátides irmãs, gerando quatro células com metade do material genético da célula inicial.