Cálculos Estequiométricos

No módulo Grandezas Químicas e Relações Mássicas – GQRa introduzimos as relações de massa e volume em que consideramos as quantidades de matéria. A relação mais importante para desenvolvermos cálculos estequiométricos é a representada abaixo:

Para introduzir conceitos importantes, vamos a um exemplo prático: uma das reações para se obter gás cloro é representada abaixo:

Quais as quantidades de matéria que nós temos nessa reação? Vamos desmembrar para ficar mais fácil o entendimento.

Você pode perceber que todas as leis foram obedecidas, tanto a das Proporções das Massas quanto a das Proporções fixas.

Agora podemos fazer alguns cálculos. Se eu te perguntar:

  1. Qual a quantidade de gás cloro que eu consigo produzir se eu reagir 200 g de HCl com MnO2?
  2. Qual a quantidade de HCl é necessária para produzirmos 3 mols de gás cloro?
  3. Se eu quiser 50 L de gás cloro, quanto de água em massa será produzido nessa reação?

Parece complicado, né? Mas é muito fácil! Vamos sempre usar a proporção estequiométrica, aplicando regras de três!

Vamos à primeira pergunta. Se olharmos a tabela existe uma relação:

Se com 145,6 g de HCl conseguimos produzir 71 g de gás cloro, logo, se eu usar 200 g de HCl, vou produzir….

Teremos, então: 97,52 g de gás cloro.

Seguindo para a segunda pergunta:

Vamos produzir 3 mols de Cl2, mas qual a quantidade de HCl é necessária?

Voltando à tabela, observe que são necessários 4 mols de HCl para produzir um mol de Cl2.

Usando a regra de três mais uma vez:

Feita a regra de três, descobrimos que são necessários 12 mols de HCl para produzir 3 mols de Cl2. Agora, vamos à terceira pergunta. A essa altura do campeonato, você já entendeu a lógica da coisa. Para responder essa pergunta, vamos fazer umas traquinagens:

Veja na tabela que, como 2 mols de água (36 g) é produzido 1 mol de gás cloro, que ocupa, nas CNTP, 22,4 L, certo? Assim, o que faremos? Ora, mais uma regra de três!

Então:

Dessa forma, concluímos que, cada vez que produzimos 50 L de gás Cloro, também produzimos 80,35 g de água ou 80,35 mL de água. (Considerando que a densidade da água é 1g/cm³, ou 1 g/mL). Bacana, não?

Para saber mais, veja também: